Baba de Moça

25/05/2009

A primeira vez de um virgem masculino [2]

Filed under: Uncategorized — Thaís Cunha @ 00:24
Tags: ,

Como esperado, não choveram depoimentos na minha caixa de email, mas este gotejou por lá e me emocionou. Supriu minha curiosidade feminina de saber como é. Qualquer outra coisa que vocês homens acham que a gente acharia interessante, estou à disposição em thais.gcunha@hotmail.com

“Eu perdi minha virgindade com a minha primeira namorada que também era virgem. Primeiramente, é importante saber que o personagem em questão viveu um conto de fadas por um tempo. A minha primeira namorada, foi a primeira menina que eu beijei. Eu demorei 1 mês e pouco pra dizer “eu te amo” e bla bla bla etc e tal. A gente ficou sei lá… mais de 1 ano “se conhecendo” fisicamente antes de partirmos pra consumação propriamente dita, mas já tinha rolado muita coisa, a gente se conheceu bem e se respeitou bastante durante esse tempo todo. O fato é que eu esperei até que ela quisesse fazer aquilo. Eu falei algo meio “oh, bem que podia rolar algo né? Mas quando você tiver afim você fala… pra mim tá ótimo do jeito que tá… só to comentando pra eu não morrer virgem mesmo” (na época achei que íamos nos casar e vivermos felizes para sempre, mesmo virgens, se fosse o caso). A graça é que foram tipo 3 primeiras vezes. Na primeira tentativa, não conseguimos colocar a camisinha a gente gastou as 3 que vem no pacotinho e nada, mas estávamos bem um com o outro, rimos de tudo e tocamos pra frente. Na segunda tentativa, tudo ia muito bem, mas na hora em que ia começar, ela ficou nervosa e começou a chorar. Daí a gente parou, eu falei que tava tudo bem, que não tinha erro e pelo menos a gente já tinha conseguido colocar a camisinha, que era um passo enorme. O fato é que ela riu, desestressou… estávamos muito bem, rimos de tudo e tocamos pra frente. Da terceira tentativa, graças a Deus rolou. Não parecia nada romântico, a música que a gente queria não tava tocando na playlist do pc, tocou algum rock estranho. estávamos em um colchão velho no meu quarto, sem abajur estrategicamente acesso, sem luz de velas, alias, nada disso era necessário, não era de noite, era tipo, depois do almoço. Foi bem mais rápido do que eu imaginava e via nos filmes pornôs, mas foi sensacional. Foi romântico mesmo assim, sei lá, a gente ficou abraçado um tempão. Sexo sem perversão nenhuma, inocente e bonitinho. Depois que a gente foi treinando, são outros quinhentos, mas foi massa demais a primeira vez, apesar dos pesares”

achei fofo.

Anúncios

1 Comentário »

  1. Sexo de disgestão é MMMMAAARRRAAA!!! Ahuahua!

    E esses cenários tipo “no meu colchão velho” rocks! Acho que ruim é quando se planeja demais, falei e disse.

    Bj Thaisinha 2Bêas (achei uma carta antiga tua que vai virar testimonial HAHAH AGUARDE!)

    Comentário por Maria Eugênia Caminha — 25/05/2009 @ 13:20 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: