Baba de Moça

18/05/2009

Tomates Verdes Fritos

Filed under: Uncategorized — Clara Campoli @ 12:21
Tags: ,

Quando eu era criança, se me perguntassem qual era o sentimento mais bonito do mundo, eu diria amizade. Em detrimento ao amor. Eu achava que amor era algo que se associava apenas àquilo que se sente por um cônjuge ou por uma paixão, platônica ou não. Para mim, amizade era tudo. O que eu ainda não tinha entendido é que uma das formas mais fortes de amor é aquele que se sente entre amigos. É engraçado como a gente passa a vida toda procurando aquela pessoa que vai passar o resto da vida com a gente, quando na verdade aquela pessoa já está lá, te consolando quando você dispensa ou é dispensada por uma pessoa com quem você não vai mais passar o resto da vida.

Pois é. Aí a gente tem filmes como Tomates Verdes Fritos, uma maravilha de 1991, indicado a dois Oscar: melhor atriz coadjuvante para Jessica Tandy e melhor roteiro adaptado. Uma obra extremamente feminina e ao mesmo tempo universal e atemporal, um conto de amor acima de qualquer coisa, de dedicação à amizade sem esperar o mesmo em troca. Esperar isso não é preciso, já é algo subentendido, corriqueiro, normal.

Há quem diga que o relacionamento entre Idgie e Ruth vá além da amizade. É inegável que existe ali um casamento no que diz respeito ao dia a dia. As duas criam o filho de Ruth, se sustentam, cuidam uma da outra. Se existe no sentido sexual, o filme prefere deixar a conclusão para o público – ou não. Mas eu acho que a preocupação ali não é mostrar um relacionamento homossexual, mas uma amizade mais forte que qualquer costume de época ou crença religiosa.

fried green tomatoes

Meu atual papel de parede.

Chegando onde eu quero chegar, quase lá.

Há quem conheça o filme e não conheça a receita. Há quem conheça a receita e pasmem, não conhece o filme. Para resolver os dois problemas, coloco abaixo a receita que Idgie e Ruth faziam em seu restaurante, uma comidinha deliciosa pra quem gosta de tomate.

Igredientes:

4 unidade(s) de tomate carmem
2 unidade(s) de ovo batido(s)
1/2 xícara(s) (chá) de leite
1 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara(s) (chá) de fubá
1/2 xícara(s) (chá) de farinha de rosca
2 colher(es) (chá) de sal
1/2 colher(es) (chá) de pimenta-do-reino branca

Modo de preparo:

Corte os tomates em fatias na largura de um dedo.
Tire as sementes. Não use as pontas.
Num prato, misture os ovos e o leite.
Em outro prato, misture a farinha de rosca e o fubá, temperando com o sal e a pimenta.
Passe o tomate na farinha de trigo, nos ovos com leite e finalize na mistura de farinha de rosca com fubá.
Frite um ao lado do outro em óleo quente até dourar.
Polvilhe com queijo ralado. Sirva com molho de maionese a gosto.

A receita existe!

A receita existe!


Anúncios

6 Comentários »

  1. Olha o tanto de verde que tem nesse prato.

    Comentário por Gabriel Cunha — 18/05/2009 @ 19:22 | Responder

  2. Amo o filme, odeio tomate, amo a clara.
    huahauhauahahauha

    Comentário por Raio — 18/05/2009 @ 20:40 | Responder

  3. Deu vontade de comer, e de rever o filme.

    Seus posts me deixam com vontade, Clara, te odeio.

    Comentário por Mateus (sem H) — 18/05/2009 @ 22:06 | Responder

  4. Afinal, os tomates são verdes mesmo ? na foto da receita eles estão vermelhos.

    Comentário por Stela Maris de Oliveira — 21/05/2009 @ 10:01 | Responder

    • Acho que a qualidade da foto que não cooperou (: Eles são verdes, mas estão cobertos por farinha de rosca, fubá, ovo… Então imagino que tenham cor de empanado, porque verde do tomate não aparece!

      Comentário por Larissa Braga — 21/05/2009 @ 11:29 | Responder

  5. “Há quem diga que o relacionamento entre Idgie e Ruth vá além da amizade.”
    Sim. Quem nos diz isso, muito claramente aliás, é o livro homônimo, que deu origem ao filme, escrito por Fanny Flagg. Está tudo lá, basta folear algumas páginas para constatar. Mas o filme deixa claro também em várias situações, basta ser bom observador para perceber. Lindo demais, um dos meus filmes preferidos.

    Comentário por Cris — 31/05/2010 @ 16:44 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: