Baba de Moça

14/05/2009

TPM [2]

Filed under: Uncategorized — Larissa Braga @ 07:22

De repente, TCHAM!, chegou o fatídico período do mês. “Mas jáá? Não foi na semana passada?”, reclama o namorado. A existência da TPM é uma questão muito discutida ultimamente nas mesas redondas masculinas. Será que existe mesmo ou é só desculpa de mulher para poder se irritar à vontade durante uma semana? Óbvio que nós sofremos bruscas alterações hormonais, mas quanto essas influem nas oscilações da personalidade feminina?

Em primeiro lugar, eu gostaria de enfatizar meu ódio às malditas mulheres que clamam aos quatro ventos que não têm TPM. Queridas, meus sinceros parabéns. Espero que vocês ou ardam no mármore do inferno ou se mudem para um iglu no meio da Groelândia. Ah, pelo amor de Deus! Como se não bastasse ter a veracidade do nosso sofrimento questionada, ainda temos que agüentar essas traíras jogando no time masculino?

Sortudas à parte, divido em três os tipos de mulher na TPM:

Tem a mulher sensível, que vai chorar assistindo à reprise de A Lagoa Azul na sessão da tarde agarrada no seu braço. E é bom que você entenda e chore junto. Caso não, será tachado sem dó nem piedade como um famoso espécime “grosso-sem-coração”. Esse é o tipo de mulher que engordará 2kg por TPM de tanto se entupir de chocolate (que você, se achando esperto, deu pra ela na esperança de melhorar a sua situação). Essas gostam de ursos de pelúcia em tamanho família, filmes hiperglicosados e bombons piegas em formato de coração.

Outro tipo é a mulher blasé. Nesse período, ela não vai querer saber de olhar na sua cara durante o Jornal Nacional e responderá feliz ao “boa noite” do charmoso William Bonner. Nem adianta argumentar que o cara é casado, tem três filhos e que nunca, nunca vai dar bola pra ela. A mulher blasé não se importa. É, dos três tipos, a que menos ingere chocolate durante essa semana. Prepare-se para ser veementemente ignorado por sete dias. Caso ela apareça pelada na sua cama, tenha certeza: você é um mero objeto sexual. Elas gostam de vibradores, Willians Bonners e estão de regime para conquistá-lo (o Bonner, não você, paspalhão).

O último e mais perigoso tipo de mulher é a arisca. Como a jaula usada para esse tipo de mulher foi proibida na Idade Média, é difícil escapar de suas garras afiadas. Ela não se importará nem em te xingar, por instinto, de todos os nomes feios que conhece, muito menos de pisar de salto agulha no seu pobre coraçãozinho de macho apaixonado. A mulher arisca simplesmente te ODEIA. Abrir ou fechar a boca, não faz diferença – você estará errado em toda e qualquer situação. Se você escolher um filme para assistirem juntos, é um machista que está sufocando sua liberdade. Se deixar que ela escolha, é um pamonha sem opinião que “não serve nem pra escolher um filme!”. Não tem pra onde correr. Se por algum acaso essa aparecer na sua cama, pode verificar: você provavelmente estará amarrado à cabeceira. Elas não gostam de absolutamente nada – acham os ursos patéticos (“Eu tenho rinite, seu insensível!”), os filmes, utópicos (“É, você é exatamente o oposto do galã!”), o chocolate, gorduroso (“Está me chamando de balofa, é isso!?”); e até o pobre Bonner merece o ódio dela apenas por ser da mesma espécie que você.  

Não há escapatória, caríssimo. Se você tem uma mulher com TPM, ela se encaixará em um desses tipos: ou pior, pode ser uma mutação digna de filme que misture dois ou mais tipos de mulher em uma só. Caso seja essa a sua situação, só posso lhe sugerir uma coisa: corra, meu amigo, com o rabo entre as pernas, abanando os braços e pra bem longe. Volte somente na semana que vem.

Anúncios

5 Comentários »

  1. não sinto pena dos homens por aguentar as insuportáveis aqui!! hehe

    Comentário por Renata Rusky — 14/05/2009 @ 22:06 | Responder

  2. Ok, só eu passei um tempo encaixando todas as minhas amigas em um dos (arqué)(estereó)tipos?

    *foge das pedras*

    Comentário por Mateus (sem H) — 15/05/2009 @ 05:24 | Responder

  3. Falou e disse (Y)
    o/

    Comentário por Luca — 15/05/2009 @ 13:58 | Responder

  4. Minha pequena em tão tenra idade já transforma em palavras algo que a maioria dos homens jamais perceberá em toda sua existência! Pobres daqueles que não a lerem!
    Parabéns pelo texto e pela criação do blog!

    Comentário por Guilherme (pai da autora) — 15/05/2009 @ 17:23 | Responder

  5. Eu sou a primeira. Pois é, amigos… não me chamem de boba quando eu estiver de TPM. Eu choro.

    Comentário por Nah — 16/05/2009 @ 14:45 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: